quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Universal Horror Part 2

Sim o site vive....VIIIIVEEEEE!!!
Er...
Os que estão acompanhando o blog lembram que ano passado comecei ,no dia das bruxas(que eu não acredito mas que existem existem...E NÃO são parte da Wicca), a recontar a história da Universal Horror, que nada mais são que os primeiros filmes de horror americanos e que as produções eram encabeçadas pelos estudios Universal, após um ano falarei pela tão aguardada ERA DE OURO do género.
Esse período como toda era de ouro, mostra o firmamento do genero e a criação de suas características, coisas que serão marcadas como as Teias de aranha, escadas que rangem, turbas de camponeses com Tochas e forquilhos, tudo isso são imagens dessa época que ficam marcadas.
Ahh sim vale lembrar que existiam outros filmes de horror da época,mas como a Universal é quem moldou o Gênero falarei só dela.
Um outro ponto que ajudou a essa era a entrar no imaginário popular foi que esses filmes eram sucesso e davam dinheiro em meio a grande depressão americana, 1929.
The Cat Creeps(1930)
Esse filme é apenas uma refilmagem, agora com som, de The Cat and the Canary, que falei na outra matéria, esse filme lamentavelmente está perdido, existem apenas curtas cenas dele que foram usadas em pequenos documentários da época, esse filme têm uma versão espanhol chamado "La Vonluntad del Mueto", que era gravada no mesmo estúdio a noite, mas falarei disso depois XD
Drácula(1931)
Agora sim o primeiro e real filme de Horror desse lado do Atlântico, claro hoje o filme não chocaria nem um ovo, mas em sua estreia a platéia ficou em choque, primeiramente por que não existiam trailers, segundo pq nem sequer existiam, o filme era uma grande aposta do estúdio, e após sua estréia as sessões seguintes se esgotaram.
Apesar de Drácula ser baseado no livro de Bram Stocker, o filme em si era baseado na peça de Teatro(tanto que usava o mesmo ator), inclusive os produtores queriam e cogitavam qualquer ator para o Drácula por não preferirem o Bela Lugosi.
Sim, muitos vão comentar que Nosferatu foi o primeiro filme de Vampiros,mas nessa época ele se encontrava "perdido", pois uma das condições do processo que o filme perdeu para a família de Bran Stocker era a destruição de todas as cópias.
O filme conta com mais algumas curiosidades, duas cenas do filme foram rapidamente censuradas, o monólogo inicial antes do filme começar, e os gritos de agonia do Drácula quando a tela fica preta.
No ano 2000, o filme entrou para a biblioteca do Congresso americano como "cuturalmente, histocicamente e Histericamente siginificante".
Béla Lugosi(1882-1956)
Ator hungaro que acimentou a percepção de como seria o Drácula para a maioria das pessoas, começou a atuar com 12 anos após largar a escola, e viajou por ai se apresentando até a idade adulta, na primeira Guerra Mundial se destacou militarmente recebendo condecorações, mas nos anos 20 teve que abandonar o pais eventualmente chegando a Nova Orleáns.
Apesar de ser um dos favoritos dos fãs, os Estúdios e atores agiam contra ele, com outros atores surgindo e tomando a liderança para atuar, Bela era renegado a papéis menores, inclusive a Universal o colocava em filmes B não de Horror apenas pelo peso do seu nome, eventualmente ele ficaria em filmes de escalão menor ainda longe dos estúdios principais, sua morte é marcada ainda por ele estrelar um filme de Ed Wood mesmo estando morto, aonde o Diretor usou filmes caseiros doAtor e um outro ator(que nada se parecia com Bela) cobrindo o rosto e agindo como ele.
Dracula(1931)
Isso é curioso, visto na época os EUA era o pais mais bem equipado(USA!USA!USA!), países de outras linguas utilizavam os mesmos estúdios e cenários que os americanos para rodarem seus próprios filmes, o mais idolatrado da época é exatamente o Drácula em espanhol.
Marcado pela vantagem do pessoal espanhol assistir a produção do filme americano durante o dia e filmar seu próprio filme a noite, as instruções eram claras "Sejam o mais Lugosi possível", a equipe tecnica ianda melhorava o cenário a noite, e descontruia suas modificações antes de devolver o estúdio, apesar das atuações serem mais fracas, tanto a parte técnica quanto os cenários são considerados superiores.

Frankenstein(1931)
A inicialização da Criatura, de novo esse filme é baseado na peça de teatro e não no livro, por isso parem de encher o saco com isso!
Todos sabem a história...e é incrivel como em tão pouco tempo tivemos um filme que saia do cliché, sendo o segundo filme de horror dos estúdios ele já saia do basico, o monstro é uma criatura melancólica, as mortes e a destruição não são nem por conta da criatura nem por conta do cientista, alias Frankenstein é o primeiro cientista maluco.
A censura foi forte contra esse filme, na época tão logo o filme foi criado a frase "Agora eu sei como se sente Deus" foi subistituída por uma trovão, o que deixou um misterioso "Agora eu sei!", a Morte da garotinha das flores também foi cortada do filme(apesar de hoje ela ser mais engraçada que qualquer coisa), e cenas maiores com o Igor torturando o Monstro, e closes de Agulhas entrando em carne.
O filme é aclamado como um dos melhores filmes já feitos, listas de 100 melhores sempre o incluem e o site "Rooten Tomatoes" mantém ele com um singelo 100%.
um fato interessante é que o Doutor sempre tem como assistente um corcunda aleijado, todos o conhecem como Ygor como ele viria a ser conhecido no imaginário, mas no primeiro filme ele é chamado de Fritz e no segundo de Karl...e como os dois morreram em cena...significa que realmente existem 3 corcundas...vai entender esses fetichistas...
A Criatura, como é pra ser chamado o monstro, é um caso estranho, apesar de ser o segundo monstro criado no cinema, ele já saída da regra sendo na verdade uma figura mais melodramática que realmente aterrorizandora, o monstro é uma criatura que simplesmente é torturada e perseguida e que nunca deveria ter sido criada, mais tarde o mesmo preceito ia ser utilizado no filme King Kong, tentando mostrar que o monstro nem sempre é o maléfico.
Muitas referências ainda colocam A Criatura, como um monstro bonzinho, que quando ensinado vai smepre preferir ficar em paz.
Fatos irônicos é que Bela Lugosi ia ser o monstro, mas por problemas com a maquiagem ele se irritou e sai do projeto, Boris Karloff o substitui e passa a ser o maior astro de sua época.
Secretárias ficavam com medo quando Boris saía da sala de maquiagem para as gravações, sendo que sua maquiagem era de verde mesmo(mesmo o filme sendo em preto e branco).
A Múmia(1932)
A história da Múmia também não é muito simples, durante uma expedição arqueólogos encontram o túmulo de Imhotep, e sem querer lêem o pergaminio que o desperta, a múmia recuperava a vida e desaparece por uns anos, e então contrata uma nova equipe para escavar a tumba de sua amada princesa e tenta ressucita-la também.
Fatos engraçados sobre esse filme...originalmente ele seria uma história sobre um mago, Alessandro Cagliostro, um ocultista que exstiu, mas que estaria vivo a 3000 anos injetando uma substância em suas véias...não me pergunte como se ele nasceu em 1700...ou como ele ia achar agulhas a 3000 anos atrás...mas o grupo de roteiristas da época chamou a ajuda do jornalista John L. Balderston, que também contribuíra para Frankestein e Drácula, como ele recém voltava de uma exposição sobre o Egito Antigo , ele resolveu mudar toda a história.
Imhotep era um arquiteto egípcio e muitos o atribuem a invenção da Medicina, na mitologia dos Deuses do Nilo, ele é o único mortal que ascende ao status de deus.
Boris Karloff(18887-1969)
Ator inglês, e você achando que ele era Russo né?, cujo o verdadeiro nome era Willian Henry Patt, Boris Karloff apesar de sa fama pelos filmes de Horror, ele viria a ser o maior ator de Holiwood por muitos anos, era conhecido na época também pela alcunha de "Karloff, o Fabulosos"(quando a palavra não era tão gay como hj...aliás Gay era alegre na época tb).
Ele era extremamente superticioso, se recusando a ir em eventos durante a sexta-feita 13, sendo esse fato e o de ser extremamente generoso principalmente com crianças, ele se fantasiava de Papai Noel todo Natal e distribuia presentes em hospitais infantis, algo bem diferente de sua fama com o povo de monstro.
Os Assassinatos na rua Morgue(1932)
Como o poster do filme entrega o Spoiler...o assassino é o Evil Monkey!
Bem baseado no livro do Edgar Allan Poe(note que os outros filmes eram sempre baseados em peças de teatro), esse filme foi mais uma compensação para Bela Lugosi, ele era para ser o Dr. Frankestein, depois caio para a criatura e finalmente saiu do projeto.
Nesse filme da Rua Morgue ele tentaria seu retorno,mas com as bilheterias fracas da época os estúdios perderam a fé nele e o contrato que ele tinha com os estúdios não foi renovado.
The Old Dark House(1932)
Outro filme que é aclado atualmente,mas na época não fez sucesso...apesar que esse filme não fez sucesso nos EUA,mas era um hit na Inglaterra, pois essa era mais intima com a atmosfera do filme.
Os Diálogos mais sofisticados e de humor Negro não agradavam os americanos, apesar das referências não serem tão óbvias(talvez pelo filme não ser tão famoso), o file é daonde surge o clichê dos viajantes que precisam de um lar para ficar e do mordomo mudo e sinistro.
O Episódio de Chapolin da louca dos dinossauros(e seu marido) é uma homenagem a esse filme.
O homem Invisível(1933)
Baseado no livro de H.G.Wells, o filme foi aclamado em sua época, muitos acreditam por causa de sua grande qualidade em efeitos especiais, afinal haviam cenas com o cientsta invisivel manipulando obejetos, retirando sua roupa e as vezes só com parte dela caminhando.
Mesmo assim o criador do livro apesar de não achar o filme ruim disse que estava muito diferente da obra e que o livro era melhor...H.G.Wells trollando desde 1933.
The Black Cat(1934)
Esse filme de terror, mais esquecido, veio a ser o filme de maior sucesso em 1934, sem falar por ser o primeiro filme a ter tanto o Boris Karloff como Bela Lugosi.a História é simples, um casal viaja pela Hungria e conhece um psiquiatra no trem, ele conta sobre o magio dele que passou anos na Guerra e depois preso e que ele vai visitar e ajudar.
No meio da viagem o trem sofre um acidente e os três vão para a casa do amigo para esperar ajuda, apesar que os animos se exaltam...o filme foi meio que mantido na encolha por anos nos EUA por ser o primeiro a mostrar rituais satânicos na tela.
O Corvo(1935)
Baseado no poema de Edar Allan Poe, o filme era forte demais na época, ele se basea todo em horror psicológico, tortura e desfiguração, em 1935 a Universal estava perdendo a fé em filmes de horror, e após O Corvo, a Inglaterra proibiu que esses filmes fossem colocados no cinema.
Esse filme tem uma curiosidade, mesmo sendo Bela o ator de mais destaque do filme, seu nome aparece bem abaixo do de Karloff.
a Universal na época enviou cartas aos professores para que eles incentivassem os alunos das escolas a assistirem o filme...pois é...também não entendo.
O lobisomen de Londres(1935)
Lnge de ser o mais famoso e principal, esse é o primeiro filme de Lobisomens por um grande estúdio.
Como já dito em 1935 filmes de horror andavam em baixa, e tanto o público quanto a crítica acharam a história demasiadamente igual a do filme Dr. Jekill e Mr.Hyde.
Futuramente o filme WOLF MAN quem sairia como o Lobisomen clássico., apesar desse filme ser muito anterior as duas maquiagens eram extremamente parecidas.

A Noiva de Frankestein(1935)
Cara esse filme tem história, a continuação direta do primeiro filme, ele segue com o bom Doutor sendo aconselhado pelo seu mentor par que ele crie uma noiva para o monstro, o filme foi amplamente censurado, desde o seu roteiro até seu lançamento, paises como a Humgria, Inglaterra, China e até mesmo o Japão proibiam ele ou cortavam cenas.
Apesar de não bem claro e sem ser ofensivo, a história desse filme segue mais a temática de Deus e criação, com a Criatura sendo representada tanto como Cristo como por Adão, referências claras como uma ultima céia, o monstro aparecer comoe m uma cruz tornam meio que todo o filme uma deforme demonstração que o homem tentando ser Deus é falho.
Cenas ótimas são perdidas em muitas das versões desse filme, o sobrinho que mata o Tio e culpa o monstro, o Monstro tentando resgatar uma estátua de Cristo da Cruz e até mesmo o monstro feliz enquanto a sua noiva ainda jaz morta na mesa...estranhamente ninguém se importou pelo Dr.Pretorius(o mentor de Frankstein) ser apresentado como homossexual.
A filha de Drácula(1936)
Era mas macho que o Edward!
Mas bem...a Condesa Marya Zaleska, filha de Drácula, descobre sobre a morte de seu pai...e não ela não busca vingança...o roteiro não é tão ruim¬¬, ela então acreditando que só ocm a completa destruição do corpo que a maldição irá acabar, ela resolve tentar sequestrar o corpo do Vampiro e assim tentar voltar a ser humana, para isso ela apela para as pessoas que detém o corpo e quando isso falha ela sequestra a noiva de um deles.
O Filme não fez sucesso na época, apesar de ser bem recomendado pela crítica, também na época seu conteúdo lésbico foi desapercebido, mas ele viria a ser influente em várias outras histórias sobre lesbianismo vampírico, a própria Anne Rice atribui a filha de Drácula como influencia para suas histórias.
O Raio Invisível(1936)
Um filme de ficção-Científica mais esquecido da época, utilizando um mega telescópio cientistas observam imagens de Andromeda, e ollhando a luz de la captam imagens da terra a milhares de anso atrás, observando a queda de um meteoro na África, eles partem em uma expedição e ao encontrar a rocha um dos Cientistas é infectado por uma radiação estranha que o faz brilhar no escuro, enquanto o outro utiliza a nova descoberta conseguindo curar as pessoas incluindo da cegueira.
Esse filme é outra união de Karloff e Lugosi.
O filho de Frankestein(1938)
Não nada haer com o monstro...é realmente a história do filho do Doutor que com sua família volta as própriedades de seu pai, lá ele resolve que tem que restaurar a honra e o nome de seu pai dos aldeões que são hostís com a memória dele(e em pensar que construir um monstro que mata pessoas ia deixa-lo impopular...pufff besteira).
O Barão Frankestein conta apenas com a amizade do Policial local, que possui um braço artificial, pois o Monstro arrancou o original, e Ygor o Ferreiro Corcunda local, Frakenstein eventualmente encontra o corpo do monstro em coma e acreditando que se trouxesse o monstro de volta a vida iria fazer a memória de sue pai voltar,com a ajuda de Ygor o revivem,mas ele apenas recebe ordens do corcunda que o utiliza para vingança.
Esse filme tra a figura mais religiosa da questão do Monstro e o coloca mais como uma arma, uma pena por que o que fez o destaque do filme acaba sendo o Policial de um Braço só.
A Torre de Londres(1939)
Esse filme é um quase horror...mas que pelo contexto psicótico é considerado um Universal Horror, com bem pouco baseamento histórico ou na peça de Shakespeare(sei la como se escreve e não tenho interesse em saber, todo mundo entende de quem estou falando), conta a história de como Ricardo III se torna rei da Inglaterra...matando todo mundo que ta na frente dele para a sucessão.
De interessante mostra apenas o surgimento de Vincent Price, que seria conhecido nos filmes de Terror apesar de nunca estrelar nenhum dos grandes sucessos...

Bom meninos e meninas...essa foi uma viagem pela era de Ouro da Universal Horror, se erguendo em meio a Grande Depressão e trazendo histórias muito a frente de sua época, em 1935 ela teria seu primeiro desgaste e só voltaria a ter força na década seguinte...

bem espero que tenham interesse nos filmes...e feliz Haloweeen^^

3 comentários:

Avalanche(Lance) disse...

Tentarei providenciar o Word para esse computador essa semana.

Sannier disse...

Adorei a matéria, fora aquilo que te falei em off o restante esta brilhante. Grandes filmes e muita coisa que eu não sabia. Você é dez.

Beijos lindo!

Tebh Spekman disse...

O.O vc assistiu uma maratona de velharias? hauahauahauahua Adorei!