quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Dredd

Bem digamos que eu tinha ingressos pra pré-estréia exclusiva com pipoca velha e refrigerante sem gás inclusos desse filme e vou dizer...o filme é bom!
Mas primeiro vou apresentar o personagem, o Juiz Dredd é um personagem de histórias em quadrinhos, os sites de cinema dizem que ele os filmes dele são baseados em Grafic Novels...mas o termo Grafic Novel não se aplica muito a ele...ele é um personagem de Fanzine mesmo.

Dredd é um dos carros chefes da lendária fanzine 2000 AD, que em 99% das suas histórias trata-se de futuros apocalipticos e violência, e sobre isso que o filme trata.ALiás uma das coisas mais curiosas sobre o famoso Juiz Dredd é basicamente sua origem, ma revista underground criado por e para punks....que se tornam fãs de um personagem fascista, violento e draconiano, e que extermina pessoas exatamente iguais ao fãs .Seria um bom estudo pra psicólogos: "Juiz Dredd é ídolo de anarquistas, pq eles acreditam que o fascismo é válido se for por uma pessoa incorruptível ou se ele é aceitável quando a pessoa se projeta no fascista?"
(O motivo principal dele nunca tirar o capacete...é que realmente ele não tem identidade civil,  Dredd é qualquer um, apenas bom no que faz)
O filme é uma produção britânica, com um orçamento baixo se comparado com os Blockbusters americanos, aliás o filme segue um gênero que esta comum em filmes britânicos, pra combater os problemas de orçamento, esses filmes passam poucas e simples locações."Ataque ao condomínio" e "The Raid" tem em comum isso com o Juiz Dredd, colocar toda a ação num lugar confinado e comum, todos os filmes tratam de uma batalha que ocorre num único complexo de apartamentos.

Ao contrário do filme de 95(com o Stalone) que apresentava uma história...chata...não desmerecendo todo o visual do filme(em especial o Guerreiro ABC)...e esse foi o grande problema do filme: querer colocar uma história...quando o juiz existe em histórias curtas com 10 páginas em média.
Ele não possui uma origem...ele não tem identidades secretas ou vida civil...ele é um policial(coisa que o novo filme deixou bem claro), no novo filme não sabemos nada sobre o Juiz, apenas que ele é o melhor da força, e num diálogo curto, que ele é um órfão treinado desde os 9 anos(oque todos os órfãos são nessa sociedade distópica)...e deu!
(Apesar de ridiculo, eu queria que pelo menos o "magistrado chefe" estivesse com esse uniforme clássico como se fosse mais como um uniforme formar de gala)
O único grande problema do filme é esse, ele não tem uma "história" é um dia comum na vida do Dredd, vi gente citanto que no final "nada se aprendeu", mas essa é a vida de um policial...merda acontece e a vida é dura...o Filme deixa um ar que parece mais um seriado, e apesar de nenhum "gancho" pra sequência, o diretor já disse que se o filme fizer 50 milhões nos EUA, a franquia britânica terá sinal verde para sequências.

(O filme é isso, por uma hora e meia)
Reclamações quanto ao 3D e ao uso de Slow Motion....vocês em minha permissão pra acertar o nariz de quem reclamar disso, o filme tme um ótimo 3D, não com cenas idiotas aonde algo voa na tela, mas com uma nossão de distancia, por mostrar visões em planos diferentes, e até pra deixar só "luz e fumaça".O Slow Motion é muito utilizado e ótimo, utilizado pra mostrar os efeitos da droga, criando belíssimas imagens de violência.

Aliás violência é o mote do filme....sangue escorre pela tela, carne é arrancada, e até uma cena horrivel de uma traqueia esmagada....nunca achei que a Inglaterra ia fazer um filme assim(até pq a uns anos atrás tinham reclamado e até proibido o Sin City).
(diga-se de passagem, Juíz Anderson é uma Telepata no filme e as cenas "na mente de alguém" ótimas)
O filme é longe de ser perfeito, até mesmo a ótima atuação do Karl Urban(putz, que nome de super-herói) poderia se rmelhor, o ator que faz o Juiz Lex também poderia ser um ótimo Dredd...mas assim como mercenários, o que faz o filme ser bom é sua honestidade...você vai ao filme pra ver violência e você vê isso, aliás isso deveria ser uma série da HBO.
E toda a fotografia do cinema europeu melhora e muito isso(ao contrário dos amantes de roupas de couro e escuridão que são os Americanos).

Nota: 8,5 e que venha a franquia!!!!


10 comentários:

Márcio, o Couto disse...

Nossa, cara, ótimo review.

Conciso, racional, e muito lúcido.

O mais legal que basicamente foi uma crítica séria que você fez, e nem precisou fazer floreios pra isso: foi logo ao assunto e deu algum background só pra fortalecer seus argumentos.

Também não ficou longo, e o texto está bem agradável e dinâmico.

Muito bom, cara. Acho que não me lembro de ter lido nada seu assim. Parabéns!

Lance Sonovavish disse...

Sério?XD
eu ficava saindo e voltando toda hora...nem eu me entendi nesse ai XD

ze ruela disse...

Avalanchando ódio é um dos melhores blogs actualmente para mim, ele faz textos sarcásticos é bem-humorados mas também que tocam na ferida kkkkkk.

ze ruela disse...

Sei la acho que os blogs hoje em dia decaíram um pouco, não e saudosismo por que eu não goste de viver no passado, mas sei lá eles começam bem no inicio mas depois da um ataque de complexo de de Deus nos blogueiros ou viram megalomaníacos, é se acham melhores do que os outros ou se tornam pseudos-intelectuais.

ze ruela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ze ruela disse...

Falando no filme de Dredd, Sylvester Stallone um dia desses tinha feito uma crítica esculhambando o novo filme dizendo o original feito por ele era muito melhor, mas quebrou a cara esse é melhor é muito que o original!!!









ze ruela disse...

Márcio, o Couto por tu nunca mais postou nada no teu blog ?

ze ruela disse...

Márcio, o Couto por tu nunca mais postou nada no teu blog ?

Lance Sonovavish disse...

Pô valeu Zé Ruela...
A única gratificação do Filme do Stallone é os Cenários...mas pra isso fotos são melhores que assistir todo o filme.

É eu não tenho problemas de ser megalomaníaco pq ninguém vêem ler esse blog e eu não ganho um puto por nada.

Gutembergue Lucas Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.